CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
ContatoContato
LinksLinks
Amor em Versos
O Amor Faz a Diferença!
Textos

Profecia de Buteco

A bebida é um fator intrigante na vida de certas pessoas. Alguns se tornam, depois de alguns copos de cerveja, um ser desprovido de temores, outros másculos, ainda que seu físico declare o oposto. Alguns se tornam sábios, filósofos e até mesmo, profetas. Esta, é a classe que mais admiro e, são estes, que mais gosto de ouvir, quando me entranho no meio, em meus fins de tarde, para relaxamento social, espiritual e corporal.

Outro dia, uma história muito interessante me chamou a atenção. Profetizando estava um homem que dizia saber, exatamente, o futuro de nosso país, mais especificamente, da política de nosso país.

Em meio à crise política e econômica que estamos vivendo, em pleno século XXI, a atual presidente da República começa a sentir o peso de suas ações, ou melhor dizendo, das ações de seu partido, aquele que realmente, comanda o país, embora a negação, desse fato, seja unânime, visto que outros partidos também querem governar e, se isso é trazido à tona, perderão a sua chance no futuro.

Em meio às investigações da Lava-jato, propinas milionárias estão sendo descobertas. O governo e seu partido estão por um fio, para serem desmascarados, e já não estão cabendo mais pedaladas para encobrir o que todos já sabem: A corrupção que comanda o país está sendo descoberta e, para governos futuros, outros meios de corrupção deverão ser implantados. Estes deverão ser mais modernos e mais sutis, mas, em se tratando de Brasil, é certo que outro modelo já esteja circulando, enquanto o atual é desmantelado.

Dizia o rapaz que, a presidente Dilma não suportaria tanta pressão por muito tempo, principalmente agora que, “seu mestre e senhor”, ex-presidente Lula, estava declarando que ela, a presidente, havia sim, prometido uma coisa durante a política e feito outra depois de reeleita.

Ora, isso é de conhecimento mundial. Até os tolos sabem disso, mas há negação veemente, até o momento, por parte do governo petista. Segundo o rapaz, o motivo pelo qual, o ex-presidente havia tomado a decisão de admitir os erros da atual presidente, ainda que seja dizendo que ela tenha sido vítima do sucesso de seu governo, seja para se colocar do lado da população. Dessa forma, ele estaria se colocando do lado daqueles que se sentem enganados, pleiteando assim, uma posição de destaque, para que seu partido não seja retirado do poder, nas próximas eleições. Esta seria, segundo ele, a primeira estratégia do partido, comandado pelo próprio ex-presidente e por seus discípulos mais próximos.

Até este ponto havia apenas uma constatação de fatos que estão acontecendo em Brasília. O rapaz se mostra, até aqui, antenado na política e coloca a sua opinião, mas a profecia começa a surgir, naquela conversa, quando ele cobra do colega, para quem contava tudo, a confissão de que ouvira a profecia da morte de Eduardo Campos, morto em um suposto acidente de avião, durante as eleições de 2014.

“É verdade! Você falou que ele acabaria morrendo, do jeito que estava agindo. Dito e feito!” - Replicou o ouvinte do profeta.

“ Pois é.” – Continuou, o rapaz, a profetizar. – “ Eu dou, no máximo, até final de fevereiro de 2016, pra que a Dilma seja vítima do mesmo tipo de atentado, que porá fim ao seu governo, à sua fraqueza e a tornará um mártir, revirando toda a investigação para a oposição. Vai ser uma jogada de mestre e, dessa forma, o Lula vai tirar a atenção da população de cima dele e de seu partido. Vai se candidatar e usar o assassinato da Presidente para se eleger, elevando ela a herói nacional, ao invés da criminosa que é.

” O ouvinte disse que ele estava divagando. Discordou de sua ideia mirabolante e disse que ele não sabia o que estava falando, mas, foi reprimido e desafiado a escrever tudo para conferir depois, quando tudo acontecesse.

“Eu tive uma visão, meu amigo. Tudo vai acontecer desse jeitinho que estou te contando! Quem vai preparar o acidente será o mesmo cara que preparou o acidente do Eduardo Campos. Da primeira vez ele o fez por dinheiro, mas, desta vez, o fará por ameaças, visto que, se não fizer o que lhe mandam, precisará ter o mesmo fim, por se colocar contra a organização.”

Os argumentos do rapaz eram convincentes, visto que, para convencer o amigo, comparou o tráfico de drogas, lembrando de quantas pessoas são mortas, expulsas de suas casas e subjugadas, para que um pequeno grupo possa comandar um pedacinho de terra, seja numa favela, numa cidade ou num bairro. - “Se tudo isso fazem, por tão pouco, acha mesmo que não haja esse tipo de atitude para comandar um país do tamanho do nosso? É muito poder em jogo e ninguém pode discordar disso!”.

Diante da aceitação do amigo, continua o profeta a falar, dessa vez, contando o desfecho do criminoso responsável, segundo ele, pelos dois acidentes aéreos que, ainda segundo ele, levaram a Dilma ao poder e levariam o Lula, de volta ao palácio do Planalto. – “Será o próprio Lulinha quem dará cabo desse criminoso! Ele será morto dois dias depois da presidente, para fins de queima de arquivo e remoção do perigo de arrependimento, que poderia colocar os planos do partido em perigo. Tudo já está esquematizado e você vai ver, se acontece ou não!”

Atento à conversa, ouvi o outro perguntar se isso não teria um fim, apontando que não há crime perfeito e não há coisa, mal feita, que não venha à tona. Mas, com certa sabedoria, respondeu-lhe, o profeta, que tudo vêm à tona, mas no momento em que não causa mais tanto transtorno. Ele ainda citou assassinatos históricos de presidentes, brasileiro e norte-americano, cuja descoberta criminal, atualmente, não aponta mais culpados e não modifica o que já está instaurado. - “Ele vai ser descoberto sim. Antes de ser morto, o criminoso vai se arrepender e escrever uma carta, para garantir a sua segurança. O problema é que, ele não terá chance de declarar isso ao seu algoz. Dessa forma, a dita carta somente aparecerá, rondando pelas redes sociais, nos dias da posse do novo presidente. Na ocasião, será uma carta sem sentido e sem autor, com origem desconhecida, contra a palavra e força do presidente da República. Ela será tomada, novamente, como uma atitude desesperada da oposição para enfraquecer o governo.”.

“Para encerrar,” - Disse o profeta. – “de uma coisa você não pode discordar: O ex-presidente é mestre em reverter situações e, virar o feitiço contra o feiticeiro, é arte que poucos dominam, mas, ninguém domina como ele.”.

Por fim, Adoro o efeito alcoólico! Ele torna as pessoas alegres, esquecidas, harmoniosas, embora inconsequentes e, acima de tudo, profetas! Viva as conversas de bar!
Edison Mendes
Enviado por Edison Mendes em 15/11/2015
Alterado em 27/11/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Clique no botão abaixo e doe qualquer valor para futuras publicações! Doando acima de R$20,00, você receberá o livro que escolher, quando ele estiver disponível no formato impresso.